• Dias online
    Postagens
    Cultura Hip-Hop, Somente em Português!

    Test Footer 2

    Cool Hipnoise - Cool Hipnoise [Álbum]


    Os Cool Hipnoise iniciaram-se em 1995, formados por Tiago Santos (guitarra), João Gomes (teclados), Paulo Muiños (saxofones), Nuno Reis (trompete), Francisco Rebelo (baixo) e Melo D (voz). A sua carreira discográfica começou ainda nesse ano, na Nortesul, e desde aí a banda tem sido uma fonte inesgotável de boa música, irreverência e frescura, sendo hoje uma referência obrigatória da mais moderna música portuguesa. Com "Nascer do Soul", os Cool Hipnoise inundavam a música portuguesa de referências pouco usuais entre nós, da doçura da soul ao balanço do jazz e do funk, passando pelas temperaturas quentes do reggae. Os seus arranjos eram surpreendentes, os seus músicos capazes de fazer escola, as suas canções simples e irrequietas, tocadas pela urbanidade extrema do Rap. Em 1998 os Cool Hipnoise davam-nos o seu segundo longa-duração, "Missão Groove", e afirmam-se duma vez por todas como um dos melhores projectos da nossa música a surgir na década de 90. Este trabalho aprofundava a sua relação intima com a Soul, o Jazz, o Funk, a música jamaicana, africana e latino-americana, mas aplicava-a como nunca a uma escrita pop praticamente irrepreensível. A energia cadenciada do Rap dava lugar a melodias hesitantes, de sabor agri-doce, e forte apelo dançante. Chega o ano 2000, e com ele grandes mudanças. Melo D abandona a formação da banda, o que obriga os Cool Hipnoise a redimensionarem a sua música. Mais uma vez o fazem com distinção "Música Exótica para Filmes, Radio e Televisão" alarga os seus horizontes e reflecte a sua tendência para nunca parar de explorar o novo e de actualizar o histórico. Assim, aqui se revelam vozes novas como Marga Mungwanbe e Orlando Santos, aqui se expõem cumplicidades e velhas admirações como acontece com Fernanda Abreu, com os Last Poets, com Sónia Tavares e com Simone de Oliveira. Toda a carreira dos Cool Hipnoise se tem caracterizado pela constante procura da inovação e pelo irrelevante desejo de melhorar constantemente. A cuidada escolha dos seus produtores é disso uma prova mais do que evidente. Primeiro Luke Williamson, depois Ralph Droesemeyer e finalmente o mago do Dub contemporâneo Nick Manasseh, que além de assinar a produção de "Música Exótica", foi responsável pela sua extraordinária sequela instrumental, "Exótica Part II and Other Versions", aclamada pela critica especializada em todo o mundo, foram sempre os parceiros ideais em cada passo que a banda firmemente deu. Ao longo da sua carreira os Cool Hipnoise já tiveram diversas colaborações, entre as quais com Simone de Oliveira, Fernanda Abreu, Last Poets, Marga Manguambe, Orlando Santos, Sónia Tavares, Sam The Kid, Virgul (Da Weasel) ou Regula. Francisco Rebelo, Tiago Santos e João Gomes integraram um projecto paralelo, os Spaceboys. Outros músicos integraram também o colectivo: Hugo Menezes (percussão), Marco Alves (bateria), Marga Munguambe (voz) e Milton Gulli (voz, guitarra).



    Test Footer

     
    Member
    Member
    Só-Newz Entretenimento Musical: Desde 20-Agosto-2012